29
Nov

Viver em Harmonia


Da união extra-conugal de Vênus (deusa do amor e símbolo do feminino) e de Marte (deus da guerra e símbolo do masculino) nasceram vários filhos, entre eles uma Deusa chamada Harmonia.

Harmonia é a deusa que rege a busca pelo equilíbrio entre os opostos (seus pais, por exemplo) como o ódio e o amor, a razão e a emoção, o corpo e a alma, a paz e a confusão, o medo e o desejo....




 Para muitos a busca por uma vida com harmonia significa lutar para que, um dia, possam usufruir de uma vida finalmente equilibrada.
O problema está aí, no ponto final. 
É preciso reconhecer que experiências como "felicidade conquistada", "vida equilibrada", não são próprias da vida humana. Pelo menos não assim....estáticas...definitivas...

Desde os anos 80 a Organização Mundial de Saúde utiliza termos como "equilíbrio dinâmico entre as áreas da vida" para definir o conceito de Qualidade de Vida. E isso faz muito sentido.    

Na natureza tudo é movimento.
Vida é movimento. É fluxo, É expansão e contração. 


Por isso não faz sentido almejar um dia conquistar uma vida em Harmonia. O grande (e possível) propósito é aprender a viver em movimento. Como? Aí vão algumas provocações...veja se alguma delas te toca. 

A tristeza é tão importante para a saúde humana quanto a alegria.

Conseguir entrar em estado de meditação por alguns minutinhos depois de ter vivido um momento de grande angústia tem um sabor todo especial.

Abrir o coração para outro e pedir perdão por ter se excedido nos fortalece como seres humanos.

Respirar profundamente no auge de uma crise de ansiedade é ser seu próprio "bote salva-vidas".

Escolher sentar na grama do parque e contemplar a vida no lugar de sentar na frente da TV é cuidar bem do seu estilo de vida.  


A grande arte da vida em harmonia não é manter-se equilibrado o tempo todo, mas é sim aprender a reestabelecer seu equilíbrio após ter perdido ele para os fortes ventos da vida. É tomar nas mãos a responsabilidade e a vontade de recuperar seu melhor estado, sua melhor forma, em nome da melhor experiência de si mesmo...de novo, de novo e de novo.


Os chineses utilizam a imagem do bambu para nos oferecer este ensinamento. Quando o vento forte chega o bambu deita-se e se entrega ao movimento da natureza, se mantém flexível e disponível, e quando o vento passa ele retoma sua forma, sua postura, sua direção.

Eis aí uma grande lição sobre Viver em Harmonia.