25
Abr

Trabalho E Vida Pessoal

A "centralidade" do trabalho na vida do humano moderno é argumento batido por estudiosos e teóricos do campo do Trabalho. É possível verificar como o trabalho é tema central na vida humana por meio de alguns sintomas bem atuais:

- Estudamos a vida toda perseguindo a promessa de um dia "ser alguém na vida".

- O sonho dourado da maior parte das pessoas é um dia cursar uma faculdade (etapa educacional intimamente ligada com a preparação profissional).

- Pais matriculam seus filhos bebês em escolinhas bilíngues para começar desde cedo a prepará-los para o "mercado" que exige um segundo idioma.

- Investimos muitos anos e muita energia em cursos, livros e todo tipos de preparação para nos construimos como profissionais. 

- Estamos numa fase do tipo "buraco sem fundo" na construção de carreiras. Nunca o que você tem basta. Já reparou? Se é formado tem que fazer pós, se tem pós deveria cursar um mestrado ou MBA, se já faz 2 anos que nao faz cursos deveria fazer um estágio no exterior ou mais um curso técnico, ou seja, não pode parar de se "preparar" para ser um profissional melhor!

- É cada vez mais comum pessoas que se aposentam depois de uma vida toda na mesma organização que deprimem, fazem sintomas graves ou até mesmo arrumam um jeito de voltar pra lá como prestador de serviço, em segunda carreira. Não conseguem se desprender de sua identidade profissional.

- Quando conhecemos alguém em ocasiões sociais e lhe perguntamos o nome e em seguida: "você FAZ o que?

- Períodos de desemprego ou fracasso em uma empreitada de trabalho implicam, normalmente, em crise no casamento, filhos decepcionados, privação de conforto pessoal e familiar. 

- Quando estamos confusos quanto ao rumo que daremos a nossa carreira ou descontentes com o tipo de trabalho que estamos realizando parece que a vida toda em volta vida cinza, perde o brilho. Quando reencontramos nosso caminho e fazemos novas escolhas, reencontramos vitalidade e tudo parece voltar a fazer sentido.

- É por meio do sucesso profissional e suas derivações (reconhecimento, remuneração, sentimento de competência) que nos sentimos realizados como pessoas. O trabalho dá sentido a nossas vidas também.

Todos estes fatores (e muitos outros) nos ajudam a perceber o quanto nossa vida pessoal gira em torno de nossa vida profissional. A ponto de eu ficar me perguntando: É possível separar?

Muitas vezes fui questionada por gestores e executivos nas empresas por onde trabalhei sobre isso. É possível separar vida pessoal e vida profissional?

Minha resposta sempre foi: NÃO! 

Trata-se de uma tarefa inglória, quase uma esquizofrenia (que significa "viver aos pedaços"). A vida profissional dá sustento a vida pessoal, que por sua vez permite a viabilidade da vida profissional. Viver estas duas realidades como absolutamente separadas é um mito, na pior hipótese uma dissociação.

O que é possível (e muito saudável) é cultivar aquilo que no senso comum chamamos de "profissionalismo".

Profissionalismo é procurar não tratar problemas pessoais no local de trabalho, evitar ficar remoendo e descontando em casa seus conflitos relacionados ao trabalho, cuidar com envolvimentos amorosos com colegas e clientes, não se submeter a tarefas que desrespeitem seus valores e princípios, cumprir com o que promete e não assumir mais coisas do que sua saúde dá conta de executar...e por aí vai.

Isto tem mais a ver com consciência e ética do que com uma separação artificial entre dois mundos que, no fundo, compõem o Ser que você é.

Cuidemos, portanto, de harmonizar estes dois universos entre si, na medida do possível, do viável. Haverá o tempo de dar tudo de si no trabalho e haverá o tempo de colocar toda energia na vida pessoal. Façamos escolhas com sabedoria.

E para finalizar, mais uma inquietação minha a respeito do trabalho: Por que será que comemoramos o "Dia do Trabalho" em casa e em momento de lazer? 

Eu mesma preferiria passar o 1o de maio trabalhando sim, mas num espírito especial: numa vibração mais intensa, com mais alegria do que todos os outros dias, celebrando a importância do trabalho em minha vida e agradecendo aos céus por tudo o que ele já me deu. É sério!