29
Nov

Construindo meu Próprio Caminho

Para aqueles que assistiram à minha palestra "Construindo meu Próprio Caminho" no HUB Curitiba, em 28/11, e também para quem se interessa pelo tema e quer refletir um pouco a respeito, reúno abaixo um pequeno cardápio de opções.  Sirva-se à vontade, na medida daquilo que te toca, te chama, te faz algum sentido...afinal, é sobre o SENTIDO da vida e das escolhas que se trata tudo o que vem abaixo!Mito…
10
Out

Não é fácil ser sensível

 Há quem olhe para um ser sensível e pense: "nossa, que lindo, ele é sensível".E há quem olhe para um ser sensível e pense: "ai credo, que sensível que você é!!".Sensibilidade está longe de ser uma unanimidade dentre os atributos humanos.Virtude amada e desejada pelos músicos, curadores e poetas. Relegada à categoria de fraqueza pelos práticos e objetivamente realistas, esta qualidade anímica caminha lado a lado com outra que não é…
03
Ago

Educando a própria Vontade

  "A little less conversation, a little more action please!" Este antigo hit Elvis Presley faz uma provocação muito interessante: menos blablablá e mais ação!   Eis a tônica do trabalho com a Vontade humana: a AÇÃO. 'Força de vontade' e ' por vontade própria' são duas expressões comuns que seguem confirmando a presença do empenho, do esforço, da externalização da energia, enfim, do movimento ativo como manifestação da vontade. A Antroposofia de Rudolf Steiner olha para o…
05
Jul

Medo e COR-AGEM

- Medo, a primeira vez que você gelou minha espinha foi na hora do parto, quando eu saí assim, desse meu jeito apressado e decidido e a médica quase me deixou cair...UFA...E assim minha vida seguiu, sempre acompanhada por ti. De pé na porta de uma festinha de aniversário...No olhar de ´que me olhava´ do menininho que gostava na escola...Ao soar da campainha do Teatro Guaíra que anunciava que minha apresentação…
24
Mai

Morri!

“No elevador do filho de Deus" De Elisa Lucinda   A gente tem que morrer tantas vezes durante a vida Que eu já tô ficando craque em ressurreição. Bobeou eu tô morrendo Na minha extrema pulsão Na minha extrema-unção Na minha extrema menção de acordar viva todo dia   Há dores que sinceramente eu não resolvo sinceramente sucumbo Há nós que não dissolvo e me torno moribundo de doer daquele…